Paixão Nacional

Entre erros e acertos, Camilo merece voto de confiança!

por Venê Casagrande

A maior virtude do Botafogo (união dos jogadores) desde a “Era” Jair Ventura ficou bem perto de acabar. Na última semana, dois dias antes da semifinal com o Fluminense, Camilo, insatisfeito por estar jogando fora de posição, se reuniu com o treinador, expôs a insatisfação e foi embora do estádio Nilton Santos sem participar das atividades. No sábado, o meia não apareceu para treinar e, portanto, a especulação sobre a sua saída do Alvinegro aumentava nas redes sociais. O ocorrido desagradou não apenas a a comissão técnica, mas também todo elenco. Porém, de cabeça mais fria, o camisa 10 se apresentou à concentração, pediu desculpas ao comandante e companheiros e se colocou à disposição para jogar no domingo, dia da partida diante do Tricolor.

Camilo está fora do jogo de logo mais (Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo)
Camilo é um dos destaques do Botafogo (Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo)

O fato deixou os torcedores com um “pé atrás” em relação ao meia. Camilo errou. Isso, creio eu, é opinião de todos. Arrependeu-se? Pelo visto sim. Foi perdoado pelo elenco? Dudu Cearense, um dos mais experientes do grupo, garantiu que sim. Então vale a pena os torcedores ficarem remoendo essa história? Vale vaiar o jogador toda vez que ele pegar na bola? Não. Página virada. Vamos fingir que isso é um namoro… Sabe quando rola aquela briga boba, durante a semana, e o clima fica morno entre o casal. Mas, quando chega o fim de semana, rola aquele encontro que faz a chama do amor reacender?! Então, Camilo e Botafogo vão seguir esses passos. Todos merecem ter uma segunda chance. Com o camisa 10 não pode ser diferente. Recebeu mais um voto de confiança e, inteligente que é, não vai desperdiçar. Assim todos esperam.

Ao ter o nome divulgado no telão, parte da torcida vaiou, mas a grande maioria bateu palmas para o meia (Foto: Venê Casagrande)
Ao ter o nome divulgado no telão, parte da torcida vaiou, mas a grande maioria bateu palmas para o meia (Foto: Venê Casagrande)

Esse acontecimento serviu para Camilo entender que nenhum jogador é maior que o Glorioso. Vale ressaltar a brilhante postura de Jair Ventura, que deixou claro que quem escala a equipe é o treinador. Sinceramente? Estou doido para que o Camilo faça um gol e comemore dando um abraço no comandante para acabar de vez com essa história. Agora, alvinegro (a), vamos esquecer esse assunto e voltar a focar na Libertadores. Nesta quinta-feira (13), o Botafogo tem mais uma “guerra”. Mas dessa vez na Colômbia, contra o Atlético Nacional.

Que a união prevaleça (Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo)

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP
;