Paixão Nacional

Não podemos limitar a graça do futebol à discussão sobre arbitragem

Confusão no Fla-Flu evidenciou que a interferência externa é cada vez mais difícil de se controlar. (Foto: Buda Mendes/Getty Images)
Confusão no Fla-Flu evidenciou que a interferência externa é cada vez mais difícil de se controlar. (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

Por Rafael Perez

A discussão sobre o uso de recursos eletrônicos para auxiliar os árbitros no futebol tem tudo para chegar ao seu ápice no Brasil neste final de ano, por conta do polêmico episódio da partida entre Fluminense e Flamengo.

Alguns dizem que os juízes de vídeo são necessários porque o nível da arbitragem no país está caindo cada vez mais. Por outro lado, os principais argumentos contra a mudança defendem que o fim das discussões sobre os erros podem acabar com a graça do futebol.

Nenhum deles chega ao centro do problema. Erros sempre aconteceram, mas, com diversas câmeras e a fácil divulgação das imagens do jogo, ficam mais evidentes. E limitar a atratividade do futebol a conversas de bar sobre os equívocos dos árbitros é, no mínimo, simplista.

A graça do futebol está nos, dribles, golaços, nas estratégias ofensivas de Guardiola e defensivas de Mourinho. Está em usar o futebol jogado dentro de campo para ser melhor do que o outro, e não torcer para que o árbitro erre a favor do seu time.

O acesso livre às imagens do jogo só vai aumentar, e, com ele, as dúvidas sobre as marcações dos juízes. Por isso que o caminho também não é evitar que os flagras aconteçam. É possível ter um futebol transparente e ao mesmo tempo agradável ao espectador.

Pensar em uma estratégia para usar a tecnologia a favor do espetáculo é uma discussão obrigatória em tempos como o que vivemos. Principalmente para que anulações de resultados, como ocorreu no Fla-Flu, não voltem a acontecer.


Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP
;