Paixão Nacional

Obrigado, Atlético Nacional!

Torcida do Atlético Nacional deu exemplo para o povo brasileiro (Foto: Marcos Ruiz/ LatinContent/Getty Images)
Torcida do Atlético Nacional deu exemplo para o povo brasileiro (Foto: Marcos Ruiz /Getty Images)

Por IGOR AFFONSO

Na semana que o mundo se chocou com a tragédia envolvendo a Chapecoense, um clube e um povo nos ensinaram uma enorme lição. Apesar das ações solidárias oriundas de todos os cantos do Planeta, foi a Colômbia, encarnada no torcedor do Atlético Nacional, que deu uma verdadeira aula de amor e respeito ao próximo. Foi na aflição da dor que o ser humano provou que é nobre e que pode fazer a diferença. O antagonismo entre o sofrimento e a generosidade nos emocionou e, acima de tudo, nos ensinou.

Se nos últimos dias, todos compartilharam do mesmo choro, também partilharam da mesma esperança em uma humanidade mais humana. Mais justa, mais compadecida, mais preocupada. Uma humanidade menos desumana. Menos egoísta, menos rancorosa e menos fútil.

Na última quarta-feira (31), o Estádio Atanasio Girardot foi o palco da fé. Da fé nas pessoas. A casa do Atlético marcou, não só uma homenagem pungente às vítimas do voo trágico da Chapecoense, que levara a equipe para o maior momento da sua história. Foi o marco da renovação. O pontapé inicial para, quem sabe, um lugar mais harmonioso há se habitar e conviver.

E no meio deste mundo está inserido o futebol. De tanta rivalidade e semeação de ódio entre instituições e torcidas, ele também assistiu, como um aluno envergonhado das suas últimas atitudes, nosso vizinho sul-americano lecionar em prol do futuro, da mudança. O esporte é uma ferramenta de transformação, e precisa ser usada para o bem, para fazer o bem. Caminhar junto é o segredo que sempre esteve ao nosso alcance e nunca alcançamos.

Por isso, temos muito o que agradecer ao Club Atlético Nacional S.A. Gigante desde seu primeiro ato. Também temos muito o que agradecer à Colômbia. Diferenciados desde sua primeira atitude. A cada um que saiu da sua casa. A cada um que lotou arquibancadas em forma de homenagem a quem eles, há pouco tempo, nunca tinham ouvido falar. A cada um que não conseguiu ingressar no estádio e fez vigília na área externa. A quem acendeu velas e a quem orou. A cada grito castelhano de vamos, vamos, Chape. A quem não possuía obrigação em estar ali, mas estava. Voluntária e espontaneamente.

O brasileiro, que tenho minhas dúvidas se seria capaz de tamanha grandiosidade, sofreu muito nos últimos dias. Sentimos este golpe duríssimo em nossa trajetória, que ultrapassa os campos esportivos. Perdemos – quase que por inteiro – nossa equipe mais querida e carismática. Perdemos jornalistas espetaculares. Perdemos um pouco de nós mesmos. E saiba que você, colombiano, você, verdolaga, nos confortou em seu abraço e cicatrizou um pouco da ferida que jamais irá cicatrizar.

Vocês abarrotaram seu estádio e gritaram Chapecoense. Vocês saíram às ruas por Chapecó. Vocês compuseram uma canção. Vocês já vestem verde, mas vestiram o verde de Santa Catarina, o do Oeste. E tenham, a partir de então, a convicção que gritaremos o seu nome, torceremos por você e vestiremos o verde de Medellín.

E que o Real Madrid tenha a dimensão que, no Mundial de Clubes, ele não jogará apenas contra 11 jogadores. De terça (30) até esta sexta (02), já são mais de 200 milhões de novos adeptos ao Rey de Copas. Seremos Atlético Nacional no Mundial. Seremos Atlético Nacional em 2016, 2017, 2018… Seremos sempre mais um verde y blanco.

Vocês abriram mão de jogar a final. Mas também são campeões. Afinal, campeões não precisam de taças, e apenas títulos não constroem uma história brilhante. O que faz de um clube gigante, não é o objeto em sua galeria de troféus, mas sim a forma como agregam ao esporte.

A partir de agora, vamos juntos. Todos de verde.

Obrigado. Por tudo. Jamais esqueceremos vocês e tudo que fizeram por nós.

Com carinho e afeto,

Brasil.


Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP
;