Futebol Brasileiro

Após divulgar acordo com o Corinthians, boliviano termina em Presidente Prudente

Goleiro Richar Vela, de 19 anos, veio ao Brasil para período de testes no Esporte Clube Corinthians, do interior paulista

Futebol Brasileiro POR Futebol Brasileiro
Boliviano acreidtou ter sido contratado pelo Corinthians Paulista (Foto: Reprodução)
Boliviano acreidtou ter sido contratado pelo Corinthians Paulista (Foto: Reprodução)

Há cerca de um mês, a notícia de que o jovem goleiro boliviano Richar Vela havia fechado com o Corinthians causou muita surpresa a todos que acompanham o noticiário relacionado ao Alvinegro, mas rapidamente foi negada pelo clube paulista. Nesta sexta-feira (14), porém, as peças do quebra cabeça se encaixaram, se é que se pode dizer isso. Em entrevista ao jornalista Diego Salgado, do portal UOL Esporte, o goleiro esclareceu a situação: o Corinthians em questão não era o de São Paulo, mas sim o de Presidente Prudente.

Veja também:

Bom sinal? Semifinais do Paulistão revivem combinação vitoriosa para o Timão

Presidente do Corinthians e São Paulo vão solicitar torcida mista

Cobertura exclusiva do Corinthians. Clique e assista ao Esporte Interativo em qualquer lugar

“Falaram Corinthians e recebi uma carta-convite (entregue por Welington). Acreditei que era Corinthians Paulista. Não me explicaram bem. Era Corinthians de Presidente Prudente. O escudo é igual. Não me falaram Presidente Prudente, falaram São Paulo. Eu achava que era o lugar dos juvenis”, afirmou Velar, que chegou a Presidente Prudente após dois dias de viagem de ônibus – que partiu de Santa Cruz de la Sierra.

Os responsáveis pela negociação teriam sido Ricardo Melquiades, ex-diretor de futebol do clube – foi demitido na última semana -, e o agente brasileiro Welington Belchior. Segundo a família do jogador, Welington, que trabalha com o nome de “Renato”, cobrou US$ 4 mil (R$ 12,5 mil) pela operação, que foi paga após a família do jogador vender o único automóvel da família.

“Ele (Welington) disse que era para a alimentação. Me perguntou se eu queria que meu filho jogasse no Brasil e eu disse que não tinha dinheiro. Eu achava que o Richar ficaria em São Paulo (capital). Ele também não sabia onde estava. Me encontrei com Renato depois e pressionei ele. Sinto que ele pode ter nos enganado. Ele disse que iria me devolver o dinheiro”, disse Alicia Melendez, mãe de Richar.

Ricardo Melquiades afirmou que sua função era apenas receber os jogadores. O ex-diretor do Corinthians de Presidente Prudente disse não ter nenhuma relação com o empresário Welington.

“Eu era apenas diretor de futebol, quem fazia tudo era o rapaz da Bolívia. Era um intercâmbio entre clubes. Eu não tenho vínculo com esse envio para cá. O jogador chegava com a documentação em ordem. A gente checava e colocava para trabalhar. Se essa negociação existiu, deve ter sido feita na Bolívia. Eu não faço mais parte do Corinthians”, finalizou.


Notícias

Futebol Brasileiro

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP
;