Futebol Brasileiro

Brasil faz último jogo no ano: relembre os melhores e os piores momentos de 2016

A Seleção começou a temporada com Dunga no comando, teve dias complicados, eliminação na Copa América, mas com a chegada Tite deu a volta por cima

Futebol Brasileiro POR Futebol Brasileiro
Tite conduziu o Brasil à liderança (Foto: George Castellanos/AFP/Getty Images)
Tite conduziu o Brasil à liderança das Eliminatórias (Foto: George Castellanos/AFP/Getty Images)

O ano de 2016 da Seleção foi uma gangorra. Desde o início, comandado por Dunga, até a última partida, na madrugada desta quarta-feira (16), com Tite como técnico, muita coisa mudou. E durante este período, foram momentos bons e ruins. Teve eliminação na Copa América, mas também teve vitória com autoridade sobre a Argentina.

Flamengo, Palmeiras, Santos e Cruzeiro! Esse é o G4 do censo do Esporte Interativo. Clique e ajude seu time a subir na tabela!

Esporte Interativo relembra três momentos bons e três ruins da Seleção em 2016, confere aí!

Empate em casa com o Uruguai

O ano não começou muito bem para o Brasil. Na primeira partida pelas Eliminatórias em 2016, um empate em 2 a 2 com o Uruguai, na Arena Pernambuco. Resultado decepcionante, principalmente porque a Seleção, que era comandada por Dunga naquele momento, abriu 2 a 0 e levou a igualdade.

Eliminação na primeira fase da Copa América

Na Copa América Centenário, o Brasil entrou em um grupo relativamente fácil. Tendo Equador, Haiti e Peru como adversários, era esperado que a classificação viesse com tranquilidade. Porém, a Seleção estreou com um empate em 0 a 0 com os equatorianos. Contra os fracos haitianos, um sonoro 7 a 1. A classificação iria ser decidida contra os peruanos. Em um jogo muito polêmico, derrota por 1 a 0 e eliminação precoce. Junto com a queda na competição, Dunga perdeu seu emprego, abrindo caminho para Tite.

Período fora da zona de classificação para a Copa do Mundo

Entre março e setembro, o Brasil não jogou pelas Eliminatórias. Com isso, ficou durante seis meses no sexto lugar, fora da zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018. O panorama era assustador e a chegada de Tite era apontada como a solução.

Estréia de Tite

Com a chegada do novo técnico, a maré brasileira mudou. Se antes foram muitos momentos ruins, a virada na sorte veio logo na estreia de Tite. Jogando contra o Equador, fora de casa, uma vitória contundente por 3 a 0, com show do jovem Gabriel Jesus.

Tite e os jogadores que cresceram de produção e ajudaram a mudar a cara da Seleção (Fotos: Getty Images)
Tite e os jogadores que cresceram de produção e ajudaram a mudar a cara da Seleção (Fotos: Getty Images)

Liderança das Eliminatórias

Se em setembro o Brasil era sexto das Eliminatórias, rapidamente alçou voo para a liderança sob o comando de Tite. No dia 11 de outubro, a Seleção bateu a Venezuela por 2 a 0, fora de casa, e chegou ao primeiro lugar.

Vitória sobre a Argentina

O primeiro jogo de Tite contra a Argentina não foi só uma vitória, foi um baile. Jogando no Mineirão, a Seleção atropelou os hermanos, com um show de Neymar. O placar final foi 3 a 0, mas poderia ter sido muito mais. A atuação foi elogiada em todo mundo e muita gente afirmou que o Brasil recuperou o seu futebol arte.

A cobertura completa sobre o futebol brasileiro você confere nos canais Esporte Interativo

Veja também: Mala? Douglas Costa brinca e estraga altinha da Seleção


Notícias

Futebol Brasileiro

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP