Futebol Brasileiro

Em nota oficial, Atlético-MG pede cancelamento de jogo contra Chapecoense, pelo Brasileirão

Clubes têm jogo marcado para a última rodada da competição nacional

Futebol Brasileiro POR Futebol Brasileiro
Galo pediu cancelamento da partida contra a Chapecoense (Foto: Reprodução)
Galo pediu cancelamento da partida contra a Chapecoense (Foto: Reprodução)

O trágico acidente que vitimou cerca de 75 pessoas entre jogadores, jornalistas, dirigentes e convidados que iam para Medellín-COL, onde seria disputada a final da Copa Sul-Americana entre Chapecoense e Atlético Nacional-COL, deixou todo o futebol mundial de luto. Depois de toda a última rodada do Campeonato Brasileiro ter sido adiada, o Atlético-MG, em nota oficial, pediu à CBF o cancelamento da partida contra a Chapecoense, pela última rodada da competição nacional.

Na nota, o clube pede respeito e luto do futebol brasileiro perante às vítimas e reafirmou que, por uma questão humanitária, o melhor a se fazer é cancelar a partida e diz que o momento é de amparar os familiares dos envolvidos na tragédia.

Diante da tragédia envolvendo a delegação da Chapecoense, membros da imprensa e demais integrantes do voo, o Clube Atlético Mineiro esclarece que:

1 – O que o futebol brasileiro necessita, neste momento, é de um verdadeiro respeito ao luto.

2 – Até por uma questão humanitária, é contra a realização do jogo Chapecoense x Atlético, válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro, considerando incabível a sua realização diante dos acontecimentos. É importante, para isto, que haja deliberação da CBF e dos demais clubes da Série A.

3 – Apoia a união de clubes e federações no sentido de atenuar as consequências desportivas desta tragédia para a Chapecoense. Contudo, considera que as formas de auxílio devem ser discutidas em momento oportuno.

4 – Considera que a prioridade neste momento é amparar os familiares dos envolvidos na tragédia.

5 – Por fim, realça a importância da participação de todos os envolvidos no futebol brasileiro, na discussão de medidas que protejam, materialmente e de forma efetiva, os dependentes das vítimas de acidentes como esse, sejam atletas, membros da comissão técnica, profissionais da imprensa ou dirigentes, de modo a garantir cobertura securitária digna aos familiares.

Entenda o acidente:

Ainda na madrugada desta terça-feira (29), a Rádio Caracol, da Colômbia, noticiou que a aeronave modelo RJ 80 sumiu dos radares nos arredores do município de Rionegro. O avião de matrícula CP2933 decolou da Bolívia, onde a delegação da Chapecoense, além de convidados e membros da imprensa, fez uma escala, mas apresentou problemas elétricos entre os municípios de La Ceja e La Unión.

Os goleiros Danilo e Jackson Follmann, o lateral esquerdo Alan Ruschel e o zagueiro Neto foram resgatados, além de uma auxiliar de voo que ainda não foi identificada, e Rafael Henzel, jornalista da Rádio Oeste Capital.

Segundo a apuração do Esporte Interativo, Alan Ruschel e dois tripulantes estão no Hospital Sommer. O jogador sofreu fraturas na lombar e na coluna, está em estado grave, porém estável. No Hospital San Vicente de Paúl está Jackson Follmann, que está vivo e sendo atendido, mas representantes da Chapecoense não autorizaram o hospital a divulgar o quadro dele. O Hospital San Juan de Díos de la Sierra diz que o goleiro Danilo não resistiu. A Cruz Vermelha da Colômbia informa que já foram resgatados 65 corpos.

A cobertura completa do futebol brasileiro você acompanha ao vivo, nos canais Esporte Interativo.


Notícias

Futebol Brasileiro

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP