Futebol Brasileiro

Eurico Miranda dispara contra arbitragem após eliminação do Vasco na Copa do Brasil

Cruz-Maltino empatou com o Santos em 2 a 2, na última quarta, em São Januário

Futebol Brasileiro POR Futebol Brasileiro
(Crédito: Paulo Fernandes/Vasco)
Eurico detona trio de arbitragem após eliminação (Crédito: Paulo Fernandes/Vasco)

por Pedro Ramos

A eliminação do Vasco na Copa do Brasil não foi bem digerida pelo presidente Eurico Miranda. Em coletiva nesta quinta-feira (22), o mandatário disparou contra a arbitragem da partida, comandada por Jean Pierre Gonçalves Lima.

Flamengo, Palmeiras, Santos e Cruzeiro! Esse é o G4 do censo do Esporte Interativo. Clique e ajude seu time a subir na tabela!

“O que eu quero antes de parar no futebol é que sejam restabelecidos os direitos iguais. Os profissionais estão sujeitos à punição, os dirigentes também, mas o árbitro não. Só queria que me dessem um argumento porque o árbitro não é sujeito à punição. Vou me ater ao jogo de ontem. Eles não são amadores, são profissionais. Podem se considerar mal pagos, mas acho que eles são bem pagos. Custou quase 10 mil reais a arbitragem de ontem. Um árbitro atua, erra, aí dizem que errar é humano, mas todos que erram, pagam pelos erros, menos o árbitro”.

Na súmula, o árbitro relatou que a torcida do Vasco atirou dois objetos (dois calçados) no campo. Eurico ressaltou que o fato foi consequência dos erros da arbitragem.

“O erro cometido causou prejuízo de toda ordem: moral, financeira, e fica por isso mesmo. O que se analisa depois é uma súmula feita por ele, aí o tribunal julga porque foi atirado um objeto em campo, num jogo daquela proporção…Se ele não tivesse procedido da forma como procedeu… Foi ele que provocou isso! Evidente que isso provoca reação, isso é normal, de qualquer ser humano, o que não pode é quem procede dessa forma sair impune”.

Os jogadores e membros da comissão técnica reclamaram após o jogo de um pênalti não marcado no primeiro tempo, além de uma falta e dois impedimentos na jogada do segundo gol santista.

Outros pontos da coletiva:

Sobre a Comissão de Arbitragem 

“A Comissão não é amadora, é remunerada. Ela não está acima do bem e do mal. Ela erra e precisa prestar contas do que erra”.

Atuação do Vasco

“Saí bastante satisfeito do que eu vi. Foi uma resposta para aqueles que gostam de falar, de analisar futebol. O time do Vasco deu uma demonstração para aqueles que acham que é inferior. Jogou contra o Santos, de uma equipe entre as melhores do Brasil, atrás de um resultado, e jogou de igual para igual. Jogou muitas vezes melhor do que o Santos. Calou a boca de muita gente. Quem também calou a boca de muita gente foi a torcida do Vasco, que deu uma demonstração que não vai pela mídia. O torcedor não viria se ele não acreditasse”.

Punição ao árbitro

“Estou me pronunciando e, com certeza, esse jogo deve ir ao tribunal e eu vou. Isso que é ação prática. Vou lutar para que os árbitros sejam passíveis de punição”.

“Não sei a intenção do árbitro. Não caracterizo como incompetência. Foi intencional ou ele não tem condição de apitar uma partida”.

Sobre Euriquinho, seu filho e dirigente do Vasco, ter chamado o árbitro de vagabundo

“O caso do Eurico (Brandão, o Euriquinho), ele é livre para falar o que ele quiser. Se eu estivesse ali, eu não sei se eu só falaria. Se fosse em outros tempos…”.

A cobertura completa sobre o futebol brasileiro você confere nos canais Esporte Interativo

Veja também: Tite explica convocação de Muralha


Notícias

Futebol Brasileiro

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP