Futebol Brasileiro

'Ganhar de 4 a 0 teria sido normal', avalia Renato Portaluppi, após vitória sobre o Atlético-PR

Comandante disse que o duelo desta quinta-feira foi o melhor da equipe diante do seu comando

Futebol Brasileiro POR Futebol Brasileiro
Renato Portaluppi agradece à torcida junto com os jogadores (Foto: Lucas Uebel/Grêmio Oficial)
Renato Portaluppi agradece à torcida junto com os jogadores (Foto: Lucas Uebel/Grêmio Oficial)

O Grêmio venceu o Atlético-PR por 1 a 0, nesta quinta-feira (13), e se aproximou ainda mais do G-6, ficando na sétima colocação, com 46 pontos. Irreverente e confiante como sempre, Renato Portaluppi concedeu entrevista coletiva depois da partida na Arena do Grêmio e disse que a equipe poderia ter até goleado o Furacão. Confira todas as palavras do comandante tricolor:

O Esporte Interativo quer saber o seu time. Nos conte e ganhe um benefício exclusivo!

O jogo
“O mais importante é ter vencido, hoje jogamos muito bem. Na parte defensiva, não demos oportunidades. Na frente, criamos várias chances. Se você ver o que foi, ganhar de 4 a 0 teria sido normal. A cada jogo melhoramos. Acredito que esta foi a melhor partida sob meu comando. Infelizmente, fizemos apenas um gol. Mesmo assim estou bastante satisfeito com a minha equipe. O maior elogio foi o que o Autuori, que é uma ótimo técnico, falou: “como jogou futebol o teu time”.

Pedro Rocha
“Não foi só o crescimento do Pedro Rocha, todos estão crescendo de produção. O que me deixou satisfeito foram os três pontos, ganhamos duas posições na tabela. Estamos a um ponto do Botafogo. Estamos no bolo. O importante é que o grupo tem reagido bem, entenderam o recado da direção. É muito importante buscar um lugar na Libertadores”.

Santos na Vila Belmiro
“É sempre difícil jogar lá, principalmente contra uma equipe contra o Santos. Quero que a minha equipe jogue da mesma maneira, até melhor. Mas é difícil”.

Ramiro
“Eu ouvia muito a torcida vaiando muito o Marcelo Oliveira e o Ramiro. sabe qual é p segredo: chamar o jogador, dar carinho e moral. Toda a confiança que eu passo para eles. Se teu chefe te dá confiança, você vai render. Eles têm jogado muito. Estive por 20 anos dentro de campo, sei lidar com jogador. Saíram do inferno para o céu. É morder e assoprar, dar o carinho e o puxão na orelha na hora certa”.

Miller 
“O Espinosa teve uma conversa muito boa com ele, está recuperado da lesão. Vai participar de um coletivo nesta sexta-feira. Quem vai dar a resposta é o jogador. Para ele ficar à disposição ou não, depende dele. Gosto de escutar o jogador para ver se ele vai viajar ou não”.

Bola aérea
“Treinamento e posicionamento. No futebol moderno, a marcação é por zona. No moderno ou no antigo, é não levar gol. Eu via quantos gols os times que marcam por zona levaram. Meu método é esse. Futebol moderno é não levar gol, independentemente da marcação”.

Criatividade
“Antes eu ouvia que o Grêmio não criava, agora estamos criando bastante e voltamos a fazer gols. Poucos, mas o suficiente para ganharmos os três pontos. Não vou conseguir pegar quatro ou cinco jogadores, e por mais que mostre o que fazer, não tenho varinha mágica para transformar ele no cara. É características deles. Estão melhorando, estamos criando e fazendo gols. Quero chegar ao final ganhando todos os jogos por 1 a 0, vai ser goleada”.

Maicon
“Ele voltou muito bem, tem muita qualidade. Gosto muito do futebol do Maicon. É um jogador diferenciado, aquele gol só tenta quem é diferenciado. Infelizmente a bola não entrou. O Pelé errou, então ele também poderia ter errado”.

Lincoln
“O Lincoln, quando cheguei aqui, era um garoto de muito futuro. Conversei com a direção, e pela experiência que eu tenho, o melhor caminho é jogar. Fez poucas partidas. Eu subia no profissional para treinar e descia para jogar. Ele vai jogar na base, precisa competir, precisa apanhar no bom sentido. É muito técnico, os adversários não vão deixar jogar. Quando precisar dele, ele sobe. Não adianta pegar um garoto de 17 anos e daqui cinco meses ele vai jogar. O caminho que fazemos: ele desce para jogar lá, e sobe. Isso vai fazer ele virar homem mais cedo”.

A cobertura completa sobre o futebol brasileiro você confere nos canais Esporte Interativo

Bernardo diz ter arrependimento por situações extra-campo: ‘Acordei para a vida’


Notícias

Futebol Brasileiro

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP
 ;