Futebol Brasileiro

São Paulo supera Cruzeiro e chega a segunda vitória consecutiva; veja as notas da redação do EI

Wesley marcou o gol único do confronto, no primeiro tempo, de fora da área

Futebol Brasileiro POR Futebol Brasileiro
Cruzeiro e São Paulo duelaram no Mineirão (Foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro)
Cruzeiro e São Paulo duelaram no Mineirão (Foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro)

Com gol do meia Wesley, o São Paulo fez valer a força do Morumbi e bateu o Cruzeiro por 1 a 0, nesta quinta-feira (15), no fechamento da 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Tricolor paulista chegou aos 34 pontos e se manteve na 12ª colocação. Após mais uma derrota, a Raposa voltou a se aproximar da zona de rebaixamento, na 15ª posição, com 29 pontos, um a mais que o Figueirense, que abre o Z-4.

O Cruzeiro é o time de Minas melhor colocado em nossa pesquisa. Já votou e ajudou seu clube?

Veja as notas dos jogadores do São Paulo:

Denis – 7,0: O goleiro foi pouco exigido pelo ataque cruzeirense. No final da partida, em chute de Alison, fez grande defesa.

Buffarini – 6,0: O lateral não foi tão efetivo no ataque quanto na partida contra o Figueirense. Porém, ajudou bastante na defesa e na saída de bola da equipe do Morumbi.

Maicon – 6,5: Ao lado de Rodrigo Caio, o zagueiro anulou o ataque cruzeirense que pouco fez no duelo.

Rodrigo Caio – 6,0: Apesar de dar um susto em um chute contra o próprio gol no primeiro tempo, anulou os principais jogadores de ataque do Cruzeiro.

Mena – 6,0: Assim como seu companheiro de posição, lançou-se muito pouco ao ataque, mas, quando exigido na defesa, deu conta do recado.

Hudson – 6,5: Comandou os volantes na marcação e anulou as principais jogadas do Cruzeiro na entrada da área.

Thiago Mendes – 6,5: Fez um bom primeiro tempo fazendo jogadas curtas com Cueva, mas caiu de rendimento na segunda etapa.

Wesley – 7,5: O melhor do São Paulo na partida. Além de marcar o gol que deu a vitória ao Tricolor paulista, ajudou muito na articulação das jogadas.

Cueva – 7,0: Fez um primeiro grande primeiro tempo ao lado de Thiago Mendes e Wesley. Porém, assim como toda a equipe, caiu de produção na segunda etapa.

Kelvin – 5,5: Até começou bem a partida, mas não acompanhou o ritmo dos companheiro e passou despercebido em boa parte do jogo.

Chávez – 5,5: Até arriscou alguns chutes de fora da área, mas não foi de longe o atacante que preocupou os zagueiros adversários em outras partidas. Além disso, bateu mal um pênalti cobrado contra o goleiro Rafael.

Carlinhos – 6,0: Entrou no lugar de Cueva e ficou limitado à marcação.

João Schmidt – 6,0: Entrou no lugar de Hudson e limitou-se à marcação, onde foi bem sucedido.

Luiz Araújo – sem nota: Entrou no fim do segundo tempo e não foi possível avaliá-lo.

Veja as notas dos jogadores do Cruzeiro:

Rafael – 7,0: Fez duas grandes defesas quando o placar estava zerado e ainda defendeu um pênalti no final do jogo.

Lucas – 4,0: Mais uma atuação ruim do lateral do Cruzeiro. Ainda no início do segundo tempo, foi sacado por Mano.

Manoel – 3,0: Agrediu Chavez no final da partida, foi expulso e acabou com as chances de reação do Cruzeiro.

Bruno Rodrigo – 4,5: Apagado no jogo. Não conseguiu segurar o ataque adversário quando foi exigido.

Edimar – 5,5: Apagado do jogo. Não foi muito exigido defensivamente, mas pouco apareceu no ataque como opção pela esquerda.

Henrique – 6,5: Fez um bom trabalho de marcação, sobretudo no segundo tempo, quando o São Paulo pouco assustou.

Romero – 5,5: Novidade na escalação, o argentino apareceu pouco no jogo.

Robinho – 6,0: Escalado para ser o “camisa 10”, o meia tentou bastante, mas não conseguiu alimentar o ataque.

Rafael Sóbis – 6,0: Mesma situação de Robinho. Tentou muito, mas parou na marcação tricolor. Foi substituido sem ter feito uma grande finalização.

Rafinha – 6,0: Atuação apagada no primeiro tempo, mas teve melhora na etapa final. Em geral, não foi uma grande partida do atacante.

Willian – 5,5: Entrou com a missão de substituir o atacante Ábila e não conseguiu. Nas poucas vezes que finalizou, não obrigou Denis a fazer grande defesa.

Ezequiel – 5,0: Aparição tímida, durante os 40 minutos que esteve em campo.

Alisson – 4,0: Entrou no fim e teve a melhor chance do Cruzeiro. Sozinho, chutou nas mãos de Denis.

A cobertura completa de tudo sobre o futebol brasileiro você confere nesta quinta-feira (15), às 00h15, no Caderno de Esportes 2ª edição, no EI MAXX.

Vida de repórter! Passarinho faz cocô em Bruna Dealtry, que estava ao vivo


Notícias

Futebol Brasileiro

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP