Futebol Brasileiro

Sem surpresas: a vitória do Grêmio diante do Atlético-MG não foi por acaso

Nas três vezes em que enfrentou o time mineiro na temporada, Tricolor foi superior em todas, vencendo duas e empatando a outra, dominando o duelo

Futebol Brasileiro POR Futebol Brasileiro
Cerca de 50 mil pessoas foram ao Mineirão prestigiar a final da Copa do Brasil (Foto: Getty/Images)
Cerca de 50 mil pessoas foram ao Mineirão prestigiar a final da Copa do Brasil (Foto: Getty/Images)

Por Lucas Pedrosa

Era difícil imaginava uma vantagem tão grande. O Grêmio venceu, com autoridade, o Atlético-MG pelo primeiro jogo da final da Copa do Brasil, no Mineirão, por 3 a 1. Além disso, sagrou-se o primeiro time visitante da história a vencer o duelo pioneiro. Porém, engana-se quem se surpreende com o placar da última quarta-feira, principalmente pelos confrontos entre as duas equipes em 2016.

R$ 0,01/DIA! Essa é a Black Week do Esporte Interativo. Assista a Champions League, NFL, E-League e muito mais! Assine aqui

Ao todo, foram três. Na primeira oportunidade, a partida aconteceu no Independência, pelo Campeonato Brasileiro, no dia 26 de julho. O Grêmio, com mais de 80% do time igual ao da última quarta, mas ainda comandado por Roger Machado, venceu o Galo por 3 a 0, com show de Luan, que marcou duas vezes, e outro gol de Marcelo Oliveira. Calou o Horto.

Imaginava-se que teria sido um jogo atípico, já que o Atlético-MG não havia contado com Robinho, Lucas Pratto e Fred naquela ocasião, uma desculpa para o resultado. Entretanto, apesar do placar ter sido 1 a 1, o segundo jogo mostrou mais ainda a superioridade tática do Grêmio sobre o time de Marcelo Oliveira.

Na ocasião, o carrasco Luan aprontou novamente, abrindo o placar. Foram quase 80 minutos de domínio do Tricolor: 57,4% de posse de bola, 24 finalizações contra 3, 543 passes diante de apenas 281 do Alvinegro e sete escanteios a zero. Porém, em uma falha defensiva, Robinho apareceu para empatar. O que não apagava o massacre em volume de jogo por parte do Imortal na Arena.

Retrospecto que se concretizou no Mineirão, diante de quase 50 mil torcedores do Atlético-MG, que viram um time com padrão de jogo diante de ótimos jogadores, mas que sozinhos, não conseguiram fazer prevalecer suas individualidades. Venceu o grupo. Perdeu o talento. Ficou a vantagem enorme para o segundo duelo e o título muito próximo das mãos de Renato. Caiu o contestado Marcelo Oliveira e, drasticamente, as chances do Galo de ser bicampeão da Copa do Brasil.

Jorge fala sobre espera por ligação de Guardiola: ‘Tô de olho no telefone’


Notícias

Futebol Brasileiro

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP