Fortaleza; Série C; Juventude; Castelão; Hemerson Maria; Juliano; Corrêa; Anselmo; Daniel Sobralense; Rodrigo Andrade Restrospectiva da temporada: Esporte Interativo faz balanço do ano do Fortaleza

Futebol Nordeste

Restrospectiva da temporada: Esporte Interativo faz balanço do ano do Fortaleza

Apesar do título cearense, frustração por não conseguir o acesso à Série B é o grande destaque da temporada

Futebol Nordeste POR Futebol Brasileiro

Por Yuri Felipe

O ano chegou ao fim! Sendo assim, o Esporte Interativo realizou uma retrospectiva com a campanha do Fortaleza em 2016. Bicampeonato cearense, eliminação precoce na Copa do Nordeste, campanha de destaque na Copa do Brasil e mais uma frustração no Castelão lotado na Série C.

Sport e Ceará são os times nordestinos melhores classificados em nossa pesquisa. Clique e ajude o seu clube a subir na tabela!

Estadual

Campeão em 2015, com um dos maiores títulos da história do clube, o Leão entrou em campo rumo ao bicampeonato da competição. Primeiro lugar do grupo A1, o time se classificou para a segunda fase sem grandes sustos.

Na segunda fase, o primeiro Clássico-Rei, vencido pelo Tricolor, de virada, com gols de Anselmo e Núbio Flávio. Na sequência, o time foi mantendo a liderança, até o segundo confronto diante do Ceará. O empate em 1 a 1 deixou a classificação encaminhada. Na última rodada, a derrota para o Guarani de Juazeiro, que disputava com o Alvinegro uma vaga nas semifinais, e acabou eliminando o grande rival da competição.

Na semifinal, vitória por 3 a 1 diante do Guarany de Sobral no jogo de ida, e o empate por 4 a 4 em casa classificou o Fortaleza para mais uma decisão.

O Uniclinic foi o adversário da vez e com a goleada por 4 a 1 na primeira partida, deixou o time muito perto do bicampeonato. No Castelão, 1 a 0 e o bicampeonato garantido.

O Fortaleza ganhou o bicampeonato cearense (Foto: Pedro Chaves/Federação Cearense de Futebol)
O Fortaleza ganhou o bicampeonato cearense (Foto: Pedro Chaves/Federação Cearense de Futebol)

Copa do Nordeste

Na maior competição regional do Brasil, um grupo complicado, ao lado de Sport, River e Botafogo. Na última rodada, diante do time do Piauí, o Leão conseguiu a classificação fora de casa, e entrou como um dos melhores segundos colocados da competição.

Nas quartas de final, o Bahia. Com uma derrota por 2 a 1 no Castelão, a situação ficou difícil para o Tricolor. Porém, na Arena Fonte Nova, o time fez jogo duro e abriu o placar com Eduardo, na segunda etapa. Depois de pressionar muito, acabou tomando o empate no final da partida e eliminado da competição.

Thiago Ribeiro lesionou-se em choque com Ricardo Berna, do Fortaleza (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/E.C.Bahia)
Na Copa do Nordeste, o Bahia eliminou o Fortaleza (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/E.C.Bahia)

Copa do Brasil

Na Copa do Brasil, uma grande campanha. Nas primeiras partidas, empate diante do Imperatriz fora de casa e vitória por 2 a 0. Depois, um dos maiores campeões da competição, o Flamengo. Com uma vitória no Castelão, por 2 a 1, o time foi para o Rio de Janeiro precisando de apenas um empate para avançar. Mas o time não deitou na vantagem e abriu 2 a 0, duas vezes com Pio, no Rubro-Negro, que diminuiu no final do jogo e pela primeira vez acabou sendo eliminado na segunda fase da competição.

Na terceira fase, mais um time da Série A, o América-MG. A derrota por 1 a 0 no Independência deixou a situação difícil. Mas a torcida acreditou e encheu o Castelão na volta, ajudando na goleada por 4 a 1 que classificava o Tricolor para as oitavas de final.

Depois, mais um time da elite nacional, desta vez o Internacional. A derrota por 3 a 0 no Beira-Rio deixou a classificação muito difícil, mas atuando mais uma vez em um Castelão empurrando a equipe para frente, o time abriu o placar com Daniel Sobralense, e criou inúmeras chances de marcar os gols que classificariam a equipe. Porém, o goleiro Danilo Fernandes estava em noite inspirada e impediu que o Leão chegasse a próxima fase.

O Fortaleza eliminou o Flamengo da Copa do Brasil (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
O Fortaleza eliminou o Flamengo da Copa do Brasil (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Série C

Grande foco da diretoria para o ano, a Série C começou bem para o Fortaleza. O time venceu três das quatro primeiras partidas e somou 10 pontos. Na quinta rodada, a derrota para o ABC, seguido do empate contra o Salgueiro, fez os adversários chegarem. A irregularidade do time na tabela fez a classificação ficar ameaçada, inclusive, estando fora dos quatro primeiros no final da competição. O gol de Anselmo, artilheiro da equipe no ano, diante do Asa, e a goleada por 4 a 1 contra o Remo, no Castelão, fizeram o Leão garantir a classificação.

Após o empate em 0 a 0 contra o Botafogo, que garantiu ao clube o primeiro lugar do grupo, um choque: Marquinhos Santos pediu demissão. Treinador do clube durante toda a temporada, o comandante acabou deixando o comando da equipe justamente antes das partidas mais importantes do ano. Para o seu lugar, Hemerson Maria assumiu com a missão de subir com o time de volta à Série B.

O adversário foi o Juventude, que havia sido rebaixado em 2009, junto com o Fortaleza, e desde então estava amargando a Série C. No primeiro jogo, empate em 0 a 0 com um gol mal anulado de Daniel Sobralense, que daria uma vantagem considerável ao Tricolor na partida de volta.

Mais uma vez o Leão teria o Castelão lotado e uma simples vitória bastaria. Com os fantasmas dos anos anteriores assombrando o estádio, o atacante Hugo abriu o placar no início do segundo tempo. O time não se abateu e procurou a todo custo a virada. O volante Pio, em uma cobrança de falta, deixou tudo igual. Desde então, foi pressão até o final da partida, que consagrou o goleiro Elias, do Juventude. Ao final do jogo, mais uma temporada se encerrando precocemente e o time permanecendo na Série C.

O Juventude se classificou para a Série B (Foto: Arthur Dallegrave/ E.C.Juventude)
Na Série C, mais uma eliminação no Castelão (Foto: Arthur Dallegrave/ E.C.Juventude)

A cobertura completa do futebol brasileiro você encontra nos canais Esporte Interativo

Tite não acredita em Neymardependência: ‘A qualidade individual só aparece quando o conjunto é forte’

 

Notícias

Futebol Nordeste

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP
;