Lutas

Dana White rebate Cris Cyborg e explica razão por não criar a categoria feminina dos penas no UFC

Após a brasileira dizer que divisão não existe por não ser ‘loira de olhos azuis’, presidente do Ultimate afirma que não há lutadoras o suficiente

Lutas POR Conteúdos Especiais
LAS VEGAS, NV - JULY 7: Dana White speaks during the UFC 202 press conference at T-Mobile Arena on July 7, 2016 in Las Vegas, Nevada. (Photo by Cooper Neill/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
Foto: Cooper Neill/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Dana White parece não ter gostado de uma declaração de Cris Cyborg sobre a criação de sua categoria de peso no UFC. Em participação no programa Speak for Yourself, a brasileira polemizou e afirmou que a divisão peso-pena feminina não existe no Ultimate por ela não ser ‘loira de olhos azuis’, fazendo uma clara referência à Ronda Rousey.

Clique aqui e assista ao MELHOR do MMA nacional e internacional, AO VIVO e EXCLUSIVO

Convidado no mesmo programa, o presidente do UFC rebateu a declaração de Cyborg e afirmou que a categoria ainda não foi criada por falta de lutadoras no peso.

“O que torna alguém uma estrela? O que foi feito com a Ronda e não com a Cyborg para torna-la uma grande estrela? Ronda foi campeã mundial, e não temos a divisão peso-pena. Não temos a categoria da Cyborg porque não há lutadoras o bastante para isso. Eu cuido dos negócios, sei o que está acontecendo. Ela pode falar a besteira que quiser, mas quem sabe sou eu”, declarou.

Apesar do UFC não ter a divisão peso-pena, Cris Cyborg já realizou duas lutas na organização, no peso casado de 63,5 kg. Foram duas vitórias por nocaute técnico, sobre Leslie Smith e Lina Lansberg. Desafeta de Ronda Rousey, a brasileira já desafiou a ex-campeã peso-galo diversas vezes para um combate em peso casado. De acordo com Dana White, caso Ronda derrote a brasileira Amanda Nunes em seu retorno, no dia 30 de dezembro, a tão aguardada luta contra Cyborg deverá acontecer, no que ele acredita que será o maior pay-per-view da história do evento.

“Todos querem que as coisas aconteçam aqui e agora, mas não funciona assim. Ronda tem que retornar e lutar no dia 30 de dezembro. Sua adversária não será fácil. Mas se Ronda vencer, ela e Cyborg poderão se enfrentar. As duas querem essa luta e seria o maior pay-per-view da história do UFC.”

Veja também: NOCAUTE DO ANO? Teve isso em evento de MMA nacional!



Notícias

Lutas

Programação da TV

Fundamos o Esporte Interativo em 2007 para ser uma empresa dedicada a produzir e distribuir conteúdo esportivo em múltiplas plataformas e para estar perto do apaixonado por esportes, onde ele estiver. Por isso, falamos com a linguagem do torcedor, com paixão e emoção. Foi assim que escolhemos e nos orgulhamos dessa decisão, em todas as mídias que estamos presentes.

© 2014 ESPORTE INTERATIVO. Todos os Direitos Reservados.

Powered by WordPress.com VIP
;