Notícias

“Nossa Chape” abre o Festival de Cinema “11 mm”: Futebol Extraklasse

Fátima Lacerda diretamente de Berlim exclusivo para o EI

É tradição no final do mês de março na capital alemã. O Festival de Cinema, 11mm está na sua décima sexta edição e continua sendo único em formato. O CineFoot, festival de cinema sobre futebol que é itinerário no Brasil é “primo” do 11mm, um exemplo de parceria feliz entre Alemanha e Brasil no âmbito do futebol.

Foco temático

A Copa do Mundo do Futebol Feminino em 2019 foi o gancho tomado pelo festival para focar em filmes que falem de meninas e mulheres, determinadas em seguir a paixão pelo futebol. Algumas, arriscando laços familiares, represálias políticas e a própria vida. Apesar dessas boas intenções, não há porque se deixar seduzir por ilusões: O futebol feminino continua sendo um Underdog. Isso também se espelha no perfil do público que vai conferir a programação do “11 mm”. Em esmagadora maioria, o público é composto de homens e de alemães. Apesar da realidade cosmopolita de Berlim, estrangeiros são presença rara no festival que tem excelente safra de filmes. Entre eles, na edição 2019, sobre o “Dynamo Dresden”, sobre a Chapecoense, sobre jogadoras da Suécia e sobre a odisseia do Eintracht Frankfurt ao, depois de uma “seca” de 30 anos, conquistar a Copa da Alemanha em 2018.

Nossa Chape

Sem qualquer dúvida, um dos Highlights da programação 2019 é o filme dos diretores Jeff Zimbalist e Michael Zimbalist. A presença do jornalista e também sobrevivente da tragédia de novembro de 2016, Rafael Henzel, é sensacional.

No ápice de sua jovem história, o time da Chapecoense estava indo disputar a Final da Copa Sul-Americana, na Colômbia. Por um desfecho de caráter criminoso, a empresa calculou de forma errada a quantidade de combustível, o que levou à queda da aeronave.

“Saímos de São Paulo para Santa Cruz de la Sierra na Bolívia. De lá até Medelim seriam quatro horas e vinte minutos de viagem. Não sabíamos que havia combustível para 4 horas e 20 minutos dentro da aeronave. Estávamos voando, e próximo à Medelim estavam meus dois colegas e amigos do lado direito e esquerdo, e os motores do avião desligaram. Motores desligaram, luzes apagaram e ficamos planando no escuro dentro do avião, sem saber o que estava acontecendo. Dois minutos e meio, planeando, sem receber informação alguma. Também não fomos avisados que poderia haver uma queda ou um impacto e às 22:15 horas da noite (de 28 de novembro de 2016), morreram 71 pessoas (no voo 2933 da LaMia) na maior tragédia do esporte mundial”, declarou Rafael.

O jornalista, que está em Berlim acompanhado de sua esposa e seu filho e que anunciou que visitará o Estádio Olímpico e diz estar encantado pela cidade.

Rafael Henzel e seu filho no Festival de Cinema '11mm' (Foto: Fatima Lacerda)
Rafael Henzel e seu filho no Festival de Cinema ’11mm’ (Foto: Fatima Lacerda)

Logo depois da queda do avião, os diretores optaram por filmar somente por um mês. No Intermezzo de todo o desdobramento que quase extinguiu toda a equipe, eles decidiram continuar filmando e o fizeram por 7 meses contínuos.

Os depoimentos no filme, dos jogadores, das esposas de sobreviventes e dos mortos, assim como do ex-técnico Vagner Carmo Mancini (Ex-FC Vitoria e atualmente como técnico do São Paulo) são honestos, emocionantes, ao mesmo tempo que ajudam entender os últimos minutos antes da queda, inclusive o vídeo com o piloto da aeronave.

Depois do fim da breve conversa da equipe do filme com o público, Rafael Henzel falou exclusivo com o EI:

O Festival “11mm” preenche o fim de semana berlinense com joias cinematográficas, porém o percentual de estrangeiros, radicados berlinenses a marcarem presença no festival, é proporcionalmente bem pequeno. Um ponto de crítica é a escolha da tradutora para o Rafael Henzel, traduzindo do inglês para o português (e vice-versa) deixou pelo caminho, importantes declarações fazendo da tradução, algo insatisfatório.

Na noite de sexta-feira é a vez do tópico “Futebol na capital”, mote que comemora a parceria de 10 anos com a Fundação da Federação Alemã, principal fonte de apoio financeiro do festival. Entre os convidados de uma mesa-redonda estão o Presidente da DFB, Reinhard Grindel que vem sendo foco de Shittorms e críticas de torcedores e da mídia.

Atualização: O filme “Nossa Chape” ganhou o prêmio do júri no festival.

https://www.11-mm.de/index.php/de/festival/filme-a-z/item/1099-unser-team-nossa-chape

https://www.11-mm.de/index.php/de/

Twitter: @11mm